A ditadura mística de Mahmoud Ahmadinejad

images8

 

Em 2005, após ter discursado na ONU, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad comentou com seus compatriotas:

“alguém de nosso grupo me contou que, quando comecei a dizer “em nome de Deus, o Todo-Poderoso e Clemente”, ele viu que uma luz me rodeava, e eu me encontrava no meio dela. Eu também a senti. Senti a atmosfera mudar de repente e, por esses 27 ou 28 minutos, os líderes mundiais nem pestanejaram. (…) E eles ficaram extasiados. Foi como se uma mão os prendesse em seus lugares e lhes mantivesse os olhos abertos para receberem a mensagem da República Islâmica”.

A citação acima, que mais parece ser tirada de algum conto místico, na verdade é bem real e foi dita nada menos do que por um chefe de Estado e, se refere, não à uma experiência qualquer que o mesmo teria tido em algum momento de sua vida mas, à uma experiência mística ocorrida durante um discurso proferido por ele, na ONU, em 2005.

images3À princípio, ficamos surpresos com a fala de Ahmadinejad, afinal, não é todo dia que ouvimos um líder político dizer que teve uma “epifania” em pleno púlpito da ONU, contudo, ao tomarmos conhecimento das crenças e ideais que movem este homem, entenderemos o porquê da falta de constrangimento dele, em se pronunciar conforme o fez, perante as autoridades políticas das várias nações do globo ali reunidas.

Ahmadinejad é um muçulmano xiita, segmento que representa cerca de 16% dos muçulmanos no mundo e cerca de 98% no Irã. Os xiitas tem uma visão escatológica peculiar que os difere dos demais muçulmanos. Na crença xiita, antes do juízo final e do fim do mundo, deverá ocorrer a vinda do imã Mahdi, o qual seria o 12º e último sucessor do profeta Maomé e que teria desaparecido ainda enquanto criança em 941dC. Acreditam que a vinda do imã Mahdi será precedida por um contexto mundial de guerras e assolações e, logo após, o mundo todo será governado por 07 anos pelo aguardado imã em preparação para o juízo final.

images4O presidente iraniano, portanto, não apenas compartilha desta crença, como também nela se apóia para respaldar e legitimar seu governo, uma ditadura teocrática à serviço da causa apocalíptica-muçulmana-xiita. Na verdade, Ahmadinejad se considera mesmo um “predestinado”, alguém que recebeu a “divina” missão de preparar o caminho para a revelação do imã. Isto foi explicitamente anunciado por ele mesmo quando em pronunciamento a líderes religiosos iranianos, em 16 de novembro de 2006, afirmou que seu papel como líder da nação era pavimentar o caminho para o glorioso reaparecimento do imã Mahdi”.

Tal como num ato simbólico-profético, Ahmadinejad deu mostras de que leva esta missão a sério ao mandar construir, enquanto prefeito de Teerã, uma larga avenida dedicada a chegada do imã.

Mais recente, com a eleição de Barack Obama à presidência dos EUA, as expectativas apocalípticas do presidente iraniano foram exacerbadas por conta da publicação em outubro de 2006, por um web-site iraniano, de uma Hadith (tradição) de um texto xiita do século 17 escrito por Mula Majlisi, composto de 132 volumes e considerado a base do xiismo moderno.

obamaA Hadith afirma que pouco antes do aparecimento do Madhi, “um homem alto e preto assumiria as rédeas do governo no oeste (Ocidente), comandando o mais poderoso exército da terra” e que este governante ocidental traria “um claro sinal” do terceiro imã, Hussein Ibn Ali.

À coincidência do biotipo e cor de pele de Obama, soma-se a de seu nome, Barack Obama Hussein, significar “a bênção de Hussein” em árabe e persa. Ainda, o nome Obama, escrito no persa se pronuncia “Ba Ma”— “ele é conosco”.

 

Assim, se Ahmadinejad achava que era um “iluminado”, agora ele tem certeza. Muito antes de Barack Obama pleitear a Casa Branca o líder iraniano já nutria esta convicção de precursor do imã, agora, com a eleição e posse de Obama, por conta da citada Hadith, a convicção se confirma para ele definitivamente.

Isto, com certeza será determinante na forma como que Ahmadinejad conduzirá sua política interna e externa. E aqui reside o problema. Se temos alguém, que se considera um escolhido dos deuses e abonado por eles, para o cumprimento de uma missão especial, temos então, alguém, que não se constrangerá em ousar confiadamente em seus planos e atitudes. Tal tem sido a postura de Mahmoud Ahmadinejad à frente do governo iraniano.

images10Movido por este senso de “segurança divina”, ele fez pouco caso dos “tambores de guerra” da era Bush e tem ignorado as ameaças do ocidente contra o programa nuclear iraniano. Nesta mesma ousadia, ele tem afirmado, sem nenhum pudor, que o holocausto jamais ocorrera e que aguarda a derrocada da América e o extermínio do Estado de Israel. A notícia abaixo confirma o que temos dito:

Resumo da notícia: Ahmadinejad anuncia o fim de Israel e dos EUA- fonte: http://g1.globo.com/Noticias 02/06/08 – 10h55 – Atualizado em 02/06/08 – 11h00

TEERÃ, 2 Jun 2008 (AFP) – O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou nesta segunda-feira que Israel e “a potência satânica norte-americana” vão desaparecer em breve, e que o imã Mahdi, 12º sucessor do profeta segundo os xiitas, voltará logo para salvar o mundo.

“A época do desaparecimento da potência satânica norte-americana e a contagem regressiva do império da potência e do dinheiro já começou”, declarou Ahmadinejad em Teerã, segundo a agência oficial Irna.

“O regime sionista, com 60 anos de crimes, violações e saques, está chegando a seu fim e logo desaparecerá”, acrescentou o presidente iraniano durante um discurso para convidados estrangeiros por ocasião do 19º aniversário da morte do fundador da República Islâmica, o aiatolá Khomeini.

Esta convicção de que as coisas acontecerão conforme ele espera que aconteça, num prazo de tempo relativamente curto, nos faz concluir que Ahmadinejad tem planos para um futuro próximo. Vale lembrar que, no próximo mês de junho, haverá eleições presidenciais no Irã; o que acaba por levantar um questionamento: se, conforme temos falado, Ahmadinejad tem uma “agenda mística-idealística” a cumprir, como será que ele espera cumpri-la? Vai esperar os resultados do próximo pleito, onde tentará a reeleição para cumprir com sua “missão” no segundo mandato? Ou, sabendo ele que seu índice de aprovação entre os iranianos não é dos melhores, e, por isto mesmo, poderá vir a ser derrotado nas urnas pelo ex-presidente, Mohammad Khatami, inviabilisando, assim, seu “chamado místico”, estaria desde já articulando “um plano b” — um golpe de Estado em caso de derrota; prática costumeira em países sem tradição democrática e com lideranças com o perfil tal como o do presidente iraniano?

Até mesmo, numa ação desesperada, temendo passar a janela de oportunidade, que lhe ratifique o papel de precursor do imã, poderia Ahmadinejad nos próximos meses, levar o Irã à uma confrontação militar.

Este cenário é plausível, considerando o fato do líder iraniano fazer parte da Hojjatieh, uma seita islâmica radical que prega a vinda do imã Madih e o triunfo do Islã através da guerra final contra todos os que não se lhe submeterem. Na crença radical da seita, no fim dos tempos a Dar al-Islam ( a Casa do Islã) deve aniquilar a Dar al-Harb ( a Casa da Guerra, o mundo não convertido ao Islã) e assim tornar o mundo inteiro numa grande república islâmica.

images11Tal excesso de confiança de Ahmadinejad, pode também se dever a outros dois fatores de caráter não religioso: a certeza de que a Rússia estará apoiando o Irã num confronto com o ocidente[1] e, contrariando o consenso mundial, o fato de o país já possuir, desde 2002, armamento nuclear adquirido do Paquistão.[2]

Todo este quadro nos permite vislumbrar, um recrudescimento para os próximos meses, da política externa iraniana e, por conseguinte, um cenário não muito animador para a paz mundial.

Entrementes, para os que estão familiarizados com o panorama profético do tempo do fim, tal cenário que vai se desenhando, não lhes causa estranheza alguma, considerando que o mesmo, há muito, já havia sido antecipado pela profecia bíblica de forma surpreendente e inquestionável. Resta-nos, portanto, apenas aguardar pelo cumprimento da palavra profética e nos posicionarmos adequadamente conforme nos exorta as escrituras:

“Acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as consequências da orgia, da embriaguez, e das preocupações deste mundo, e para que aquele dia não venha sobre vós repentinamente, como um laço. Pois há de sobrevir a todos os que vivem sobre a face de toda a terra. Vigiai, pois, a todo tempo,orando, para que possais escapar de todas estas coisas que tem de suceder e estar em pé na presença do Filho do homem.” Lucas 21 34-36

[1] http://www.espada.eti.br/n2097.asp

[2] http://www.espada.eti.br/n2047.asp

———————————————————————————————————————————————————————————————————————————————–

 

 


Você está mentalmente e espiritualmente preparado para os dias difíceis que brevemente sobrevirão sobre toda a terra? Sente que há algo de errado com o mundo em que você vive? Há uma incomodação interior que aflige tua alma e não sabes o porquê ? Há uma resposta. Visite a Sala de Parto e, experimente o novo nascimento!!
Anúncios

2 Respostas

  1. Sou filho do clemente e misericordioso,o que estiver pra mim reservado por ele, estarei feliz.Confesso que não entendo tanta democracia no Ocidente,como também vejo em plena Tela vive passeatas em prol de gays e muitos outros,será que isto tudo pode ser a o aviso da volta de Cristo?.se muitos acreditam que ele vai voltar, porque não fazemos diferente?, proibindo esse tipo de coisa.

    setembro 7, 2010 às 11:52 pm

    • Paulo

      Amigo Vital, no Ocidente nem todos os que se consideram cristãos são verdadeiramente cristãos, pois se o fossem obedeceriam a Palavra de Deus e não praticariam ou apoiariam tantas coisas contrárias a vontade revelada por Deus. O fato é que tudo o que ocorre hoje já havia sido profetizado pelos escritores bíblicos, a sensualidade, a violência, a desobediência, filhos contra pais, pais contra filhos, o orgulho, a vaidade etc. Tudo isto foi profetizado como sinais da proximidade do retorno triunfante de Jesus Cristo.
      Em Apocalipse 22:10-16 Jesus ressurreto nos mostra que, na sua volta, jugará cada um de acordo com suas proprias escolhas pessoais : “E disse-me: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo.
      Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.
      E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.
      Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.
      Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.
      Ficarão de fora os ímpios e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.
      Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã”.

      Portanto não se admire do fato de ver muitos “cristãos” fazendo o contrário do que deveriam, segundo a fé que alegam professar, pois, uma coisa é se dizer cristão, outra coisa é ser cristão.

      setembro 8, 2010 às 3:11 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s